Uma tentativa, sabida vã, de dar significação à vida.
Uma certeza de, na junção das letras, conferir à vida o meu significado.

14 de abril de 2012

Propriedade

O aniversário, de Marc Chagall (1915)
80 x 100 óleo sobre cartão


"Para mim este amor é diferente, não é de papel passado,
É amor de papel presente."
(Elisa Lucinda)

                             De meu e teu,
                             nada há
                             puramente nosso.

                             Possuidores
                             de um fugaz agora,
                             seguimos vivendo
                             a multiplicidade
                             da soma de nós dois
                             neste vago enquanto.


(Rio de Janeiro, 12 de setembro de 2009)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário. Volte sempre!