Uma tentativa, sabida vã, de dar significação à vida.
Uma certeza de, na junção das letras, conferir à vida o meu significado.

14 de setembro de 2012

Provação

El jardín interior, de Antonio Abellán (2006)
81 x 100 técnica mista sobre tela


"Porque os outros se mascaram mas tu não"
(Sophia de Mello Breyner Andresen)


             A vida pode ser, e é muitíssimas vezes, rascante.
             Mas é melhor com poesia; ainda que uma poesia também rascante.

             Foi minha garganta que me ensinou isso,
             e contra ela eu não luto.

             Engulo-a, a poesia.
             E assim provo (e comprovo) meu existir.


(Rio de Janeiro, 14 de agosto de 2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário. Volte sempre!