Uma tentativa, sabida vã, de dar significação à vida.
Uma certeza de, na junção das letras, conferir à vida o meu significado.

24 de novembro de 2012

Alada

Lepidoptera, de Boris Indrikov (2001)
50 X 70 óleo sobre tela


"Sonhar é acordar-se para dentro."
(Mario Quintana)


                                  luto contra o tempo
                                  contra o texto
                                  o corpo.

                                  o corpo hoje não doeu
                                  o texto não venceu
                                  o tempo ainda me assola.

                                  o que incomoda mesmo
                                  são estas asas
                                  teimosas em voar.


(Rio de Janeiro, 24 de novembro de 2012)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por seu comentário. Volte sempre!